Saga de montagem do Shape Shifter

Meu board começou bem simples, com peças mais baratas, bateria pequena e rodas pequenas. Já tinha em casa um long da loaded que eu usava, aproveitei o shape que é de Bambu e bem flexível.

Build 1.0:
Shape: Loaded Vanguard 42"
Truck: Caliber 2 45º
Montante de motor: Torque boards extra longo
Rodas: Orangatang Kegel 80mm 80a
Motor: 2x Torqueboard 6355 190kv
Esc: Genérico [Dual Belt Driven Motor ESC] com controle próprio com receiver integrado - MBoards
Caixa: Tupperware
Bateria: 36v 10s2p 4.4ah(montado com baterias sem marca)

Na Build 1.0 eu comecei a entender como funcionava voltagem, e o ESC é bruto, mas muito funcional, o fornecedor fala que ele gera 50a, mas com certeza da menos que isso, a aceleração é brusca sai forte mas não tem força no final, o freio não regula, e aguenta o tranco de rodas pequenas, caso use rodas acima de 100m o freio fica meio soft, mas mesmo assim bom.

Build 1.2:
Shape: Loaded Vanguard 42"
Truck: Caliber 2 45º
Montante de motor: Torque boards extra longo
Rodas: Orangatang Caguamas 85mm 80a
Motor: 2x Torqueboard 6355 190kv
Esc: Genérico [Dual Belt Driven Motor ESC] com controle próprio com receiver integrado - MBoards
Caixa: Mboards
Bateria: 36v 10s2p 4.4ah(montado com baterias sem marca)

Na Build 1.2 eu coloquei a caixa da Mboards, adicionei um adesivo imitando carbono e nudei para rodas Caguamas de 85mm, o problema é que onde eu rodo tem paralelepípedo, como mostra nos videos do final da postagem, tinha muita vibração, até aqui eu tinha bom torque, subia qualquer ladeira e o top speed era de 32km/h limitado pela bateria muito fraca.

Build 2.0:
Shape: Loaded Vanguard 42"
Truck: Boardnamics 220mm
Montante de motor: Boardnamics com IDLE
Rodas: Esk8supply de borracha, 105mm, core kegel
Motor: 2x Torqueboard 6355 190kv
Esc: ESK8Supply Vesc6 com receiver integrado e controle próprio
Caixa: Mboards
Bateria: 36v 10s3p 7.5ah(célula Samsung 25r)

Na Build 2.0 o board estava “pronto” com tudo que eu queria, amortecedores orangatang, rodas de borracha 105mm que melhorou muito o rodar, mas a autonomia ficou pequena, perdeu força para subir ladeiras, por isso peguei uma bateria nova, com células de marca com grande descarga, a bateria veio com BMS de 35a que depois eu fiz um bypass e passei a usar 60a continuos.

Nessa fase também adicionei luzes na frente e atrás, essas luzes foram baratas e não duraram 3 meses, todas queimaram.

O montante de motor da Torque board torceu, como sempre ocorre segundo relatos de forums, mas isso não impede o uso, ele também ficava escorregando no ajuste de altura, mas resolvi com um parafuso limitador improvisado. Por isso mudei para o da boardnamics, que eu comprei junto com trucks largos de 220mm, para evitar as rodas pegarem no shape e já pensando no futuro por rodas infláveis.

O novo Vesc, foi uma grande evolução, este vesc configurável é o mesmo que vem nos boards da ownboard, mas comprei com um distribuidor de peças de eboard chinesas que tem base na Inglaterra(as peças são enviadas da China). No vesc com a bateria nova tinha pleno torque, os trucks mais largos deram estabilidade, mas achei que a velocidade máxima estava muito alta, mais que 40km/h sendo que eu rodo no máximo a 30 - 35km/h pois não uso equipamento de segurança completo, uso apenas luvas e capacete.

A nova bateria me deu uma boa autonomia de 25km/h, mas mudei a relação do eskate para diminuir a velocidade máxima para próximo de 40km/h, isso aumentou a autonomia para 28km e voltei a ter torque para subir ladeiras, nessa época usava 35a continuos dividido para os 2 motores.

Build 2.2:
Shape: Loaded Vanguard 42"
Truck: Boardnamics 220mm
Montante de motor: Boardnamics com IDLE
Rodas: Torque board 160m AT(infláveis)
Motor: 2x Flipsky 6374 140kv
Esc: ESK8Supply Vesc6 com receiver integrado e controle próprio
Caixa: Mboards
Bateria: 36v 10s3p 7.5ah(célula Samsung 25r)

Na Build 2.2, resolvi buscar mais torque devido as novas rodas infláveis.

As rodas infláveis resolveram minha vida quanto ao terreno, mas o torque foi comprometido, para resolver isso fui radical, mudei as polias para top speed de 32km/h, depois fiz bypass na bateria para colocar 60amperes(limite do vesc) continuos vindo da bateria, dai pude mudar novamente o top speed para 42km/h, junto das medidas para aumentar o motor peguei motor da Flipsky 6374 de 140kv, com isso hoje consigo subir ladeiras muito inclinadas a mais de 30km/h.

Também adicionei um voltímetro, aquelas barras de bateria do controle são péssimas, recomendo a todos colocar voltímetro

Sobre as luzes, coloquei luzes de freio do fornecedor Backfire, elas tem acelerômetro, quando vc reduz ou freia ela fica mais forte como freio de carro. para luz dianteira estou usando uma lâmpada de cabeça presa no capacete da fênix de 1400 lumens, mais forte que farol de carro, já que ando nas trilhas lá do condomínio de madrugada.

Build 3.0 FINAL:
Shape: Holy Bob 40"
Truck: Boardnamics 220mm
Montante de motor: Boardnamics com IDLE
Rodas: Torque board 160m AT(infláveis)
Motor: 2x Flipsky 6374 140kv
Esc: Flipsky VESC 4.20 Plus, controle vx2
Caixa: Customizada em fibra de vidro
Bateria: 36v 10s3p 12ah(célula Mollicel 42a)

Top Speed: 43km/h
Autonomia: 30km

A build 3.0 é a que uso hoje, fiz a bateria com Alan Chau da Eboard Peru, bateria permite descarga acima de 100a continuos, mas uso conector XT90, então estou usando 90A, 45a por motor. O vesc4 da flipsky funciona um pouco diferente do vesc6 mais rispido, porém ficou bem mais forte já que esse vesc aguenta até 100a e o antigo vesc6 aguentava 60a.

Mudei o shape para um mais rigido, prórprio para downhill, bem estável, porém o formato dele fez com que precisasse desgastar as bordas, pois o pneu estava pegando, já uso riser de meia polegada, não queria deixar mais alto.

Hoje uso amortecedores da riptyde sports.

Segue alguns vídeos, postados em minhas redes sociais de alguns momentos da Build, mostrando também o terreno que eu ando.



https://www.instagram.com/p/CJKW65MlJ81/?utm_source=ig_web_button_share_sheet
https://www.instagram.com/tv/CD68OJYF7gD/?utm_source=ig_web_copy_link
https://www.instagram.com/p/CB9r-nCl3Fo/?utm_source=ig_web_copy_link

Caso queiram saber mais detalhes, sites etc. podem perguntar a vontade.

2 Curtidas

Top demais!
Como conseguiu comprar no Brasil os trucks e suportes? Pagou taxa de importação?

1 Curtida

os trucks largos passou sem taxa de importação, mas a maioria das coisas eu paguei sim as taxas, principalmente que muitos sites só enviam para o Brasil via DHL/UPS que ai entre em média 80% de taxa.

Entendi…eu dei sorte e não fui taxado em nada que comprei no Aliexpress

@Rodolfotec, Cara, simplesmente animal essa saga!!

Realmente, muitas pessoas começam como você, sem ainda uma ideia pronta na cabeça e vão aprimorando isso com o tempo.

Vendo sua evolução desde Tupperware até seu hoje, é para inspirar quem tá querendo montar um board também!

Curti demais sua postagem e vamos trazer cada vez mais gente para esse mundo! Eu me senti inspirado (fazem mais de 15 dias que não ando com meu board :frowning:) hahahaha

1 Curtida

Show mesmo!!! Dá pra ver a evolução de peças e conhecimento.
Realmente precisamos divulgar o DIY pq tem muita gente que curte e queria ter um board elétrico, mas tem medo de se arriscar.

1 Curtida

o que eu fiz me ajudou a ter muito conhecimento para montagem do board, tanto de onde comprar, quais peças casam bem etc. mas o problema é o gasto que foi muito grande. Mas o bom é que com as peças que sobrou eu montei um outro board AT para meu filho e ainda tenho peças lá que já faria outro board faltando só bateria.

1 Curtida

Realmente, os preços das peças são muito caros, ainda mais com o dólar nesse patamar e eventuais impostos.

Muito bom eu to pensando ainda na minha construção e busco ideias ate o resto de minhas peças chegarem da China, até agora não estou sendo taxado, ( motor, Fsesc 4.12, anti spark switch) graças ao bom pai srsrsr,( falta chegar a bateria e mount com polias e o radio controler) acho que minha constrção está entre 400 e 500 dolares, usando um long de peças nacionais, espero que o formato paris encaixe no meu truck da woodligth com pouca usinagem.

1 Curtida